Buscar
  • Ramiro Rosário

Dmae inicia troca de painéis em estações de bombeamento pluviais


O primeiro passo no processo de modernização que possibilitará a futura automação das Estações de Bombeamento de Águas Pluviais (Ebaps), conhecidas como Casas de Bombas, começou nessa quinta-feira, 26. Pelo menos oito Ebaps, que são, na sua maioria, da década de 1970, receberão 22 chaves de partidas novas, montadas em painéis com tecnologias atuais. As substituições dos equipamentos antigos por novos ocorrerão em etapas para manter o sistema ativo. Na quinta-feira, os técnicos do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) começam a desmontar parte de peças velhas da estação de número 15, localizada na avenida Ipiranga, ao lado do Centro Municipal de Cultura - Teatro Renascença. O teste do primeiro painel instalado deverá ocorrer em até dez dias.

Cada chave de partida aciona um grupo de moto-bombas. No momento, serão trocados painéis para os grupos de 2.500 litros por segundo. “O objetivo é aumentar a confiabilidade do sistema, realizando melhorias necessárias nas Ebaps, e possibilitar, em breve, a automação do sistema”, afirma o secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário.

Desde a sua construção, servidores precisam permanecer 24 horas de plantão nos locais para realizar o acionamento manual das bombas. Com equipamentos tão antigos, os problemas são recorrentes e há necessidade de troca constante de peças. “Logo adiante, através da automação, será possível controlar o acionamento das bombas de forma remota, acompanhar os níveis de água que chegam a elas, receber alertas de falhas dos equipamentos e monitorar parâmetros de desempenho”, complementa o diretor-geral do Dmae, Darcy Nunes dos Santos.

A substituição dos painéis será feita através de contrato com a empresa BM Consultoria Comercial Eireli-EPP, no valor de R$ 513.750,00. O Dmae realizou a compra de mais 22 chaves de partida (sem painel) para reposição. Outros dez novos motores estão em fabricação.

EBAPs - Porto Alegre conta com 22 Estações de Bombeamento de Águas Pluviais (Ebaps), que fazem parte do Sistema de Proteção Contra Inundações, composta ainda por diques e comportas - os muros da Mauá e da Castelo Branco. Elas foram construídas de forma planejada, a fim de drenar a água das chuvas que caem nas vias públicas, até o rio Gravataí e o Lago Guaíba. Todo este complexo evita o retorno das águas para as redes e, consequentemente, o transbordamento de canais, bocas de lobo e poços de visita espalhados pelas vias e passeios da cidade. As 22 Ebaps contam com um total de 96 bombas, e capacidade instalada de 181.600 litros por segundo.

Funcionamento - Quando a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) assumiu a gestão do extinto Departamento de Esgotos Pluviais (DEP), as Ebaps estavam funcionando com apenas 40% da sua capacidade instalada. Com ações de melhorias, hoje, elas atuam com cerca de 80% do potencial. O trabalho do Dmae, que assumiu em maio de 2019 a manutenção do sistema de drenagem, é para que chegue aos 100%.

Ebaps que serão contempladas:

EBAP 03 - avenida Castelo Branco (junto à avenida São Pedro) – 1 pç;

EBAP 04 - avenida Castelo Branco(junto à ponte, acesso da avenida Sertório) – 1 pç;

EBAP 12 - avenida Beira-Rio (fundos ao Estádio Beira-Rio) – 2 pçs;

EBAP 13 - avenida Beira-Rio (fundos ao Estádio Beira-Rio) – 4 pçs;

EBAP 14 - avenida Ipiranga (esquina com a Rua Zero Hora) – 2 pçs;

EBAP 15 - avenida Ipiranga (próximo ao Centro Municipal de Cultura) – 3 pçs;

EBAP 17 - avenida Siqueira Campos esquina com Rua Bento Martins – 1 pç;

EBAP 18 - avenida Mauá esquina Carlos Chagas – 1 pç.

Fonte: Site da Prefeitura de Porto Alegre

Texto de: Rafaela Redin Edição de: Taís Dimer Dihl

#casadebombas #DMAE #ServiçosUrbanos

0 visualização
Logo-Ramiro.png

© 2017

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo