top of page

Frente Parlamentar do 4º Distrito pede sinalização turística da região à EPTC

Solicitação faz parte de quatro pedidos de providência enviados em abril à Prefeitura



A Frente Parlamentar do 4º Distrito de Porto Alegre fez quatro encaminhamentos à Prefeitura no mês de abril a pedido dos moradores e empresários da região. Todos foram comunicados pelo vereador Ramiro Rosário (PSDB), presidente da frente, na reunião virtual realizada nesta quinta-feira, 28. A primeira solicitação enviada ao Executivo foi que sejam confeccionadas e instaladas, pela EPTC, placas de sinalização turística para identificação da região nos bairros ou no acesso aos bairros que integram o 4º Distrito de Porto Alegre (Floresta, São Geraldo, Navegantes, Farrapos e Humaitá).


O presidente da Frente Parlamentar do 4D ainda solicitou que seja providenciado, pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade (SMAMUS), a demolição do prédio localizado dentro da Praça Pinheiro Machado. “O prédio abrigava o antigo vestiário das quadras esportivas e está sem uso há, pelo menos, uma década. Atualmente, o prédio é abrigo para criminosos e pessoas em situação de rua, causando uma série de transtornos junto à comunidade”, justifica Ramiro. Recentemente, a praça passou por uma ampla reforma em seus equipamentos, mas já ocorreu depredação e a comunidade não se sente segura em frequentar a praça. Hoje, o local está lacrado e não há interesse em nenhum órgão municipal para uso do local para qualquer fim.


Também foi pedido que a Secretaria de Serviços Urbanos (SMSURB) promova a readequação da iluminação pública na Avenida Ernesto Neugebauer, no bairro Humaitá, a qual se tornou foco de insegurança e criminalidade devido à baixíssima luminosidade na via.


A Frente Parlamentar do 4D igualmente requisitou diversas informações sobre para a Prefeitura Municipal e a FASC (Fundação de Assistência Social e Cidadania) sobre o Centro de Referência Especializado para População de Rua localizado na Avenida França, 496, Bairro Navegantes. “Há muitas reclamações de moradores da região sobre este local, gerador de problemas em aspectos de zeladoria, degradação e segurança pública no entorno causados pela presença do serviço”, explica Ramiro. A intenção deste pedido de informações, subscrito os vereadores Felipe Camozzato (Novo), secretário da Frente Parlamentar, Moisés Barboza (PSDB), Mauro Pinheiro (PL), Fernanda Barth (PRTB) e Comandante Nádia (DEM), é saber de há algum plano para a suspensão das atividades neste local, de seu encerramento definitivo ou troca de endereço.

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page