Gestão por indicadores

Legado produtividade imagem fundo.jpg

"Não se melhora aquilo que não se mede." 

Na Secretaria de Serviços Urbanos, de 2017 a 2020, Ramiro e sua equipe implementaram uma política de racionalização de gastos. Apenas em horas extras de servidores, foram mais de R$ 1,4 milhão economizados em 2019. Houve também uma ampla revisão do uso de veículos e celulares, sem prejuízo ao trabalho desempenhado pelos servidores.
 
Na gestão de Ramiro na secretaria, foram criados indicadores até então inéditos na prefeitura de Porto Alegre. A secretaria passou a medir a quantidade de quilômetros de capina realizados na cidade, o número de podas de árvores de acordo com sua complexidade, a quantidade de bocas de lobo limpas, o número de pontos de alagamento em cada tipo de evento climático, etc. Todos estes dados eram revisados mensalmente e serviram para a tomada de decisões para aumentar ou diminuir os serviços de acordo com a realidade orçamentária ou eficiência das equipes.
 
Na parte administrativa, também foram implementados indicadores para mensurar o tempo de cada etapa dos processos internos da secretaria e, inclusive, de outros órgãos. Quanto tempo leva para aprovar um pagamento de serviço? Quanto tempo leva para comprar óleo para as máquinas de podas de árvores? Quanto tempo leva e quais são os processos necessários para licitar um novo serviço na cidade? Estas informações modernizaram a gestão e possibilitaram uma série de melhorias procedimentais que acarretaram em benefícios reais ao cidadão com uma prestação de serviço melhor e continuada.