Prefeitura volta atrás e mantém operação de food e beer trucks na Orla do Guaíba

Autor de uma lei tramitando na Câmara que regula a atividade dos food e beer trucks, o vereador Ramiro Rosário disse que "a prefeitura entendeu que a medida da gestão passada é a mais acertada"

Intermediação dos vereadores permitiu a retomada das regras de realização de eventos com food e beer trucks na Avenida Beira-Rio aos finais de semana (Foto: Ederson Nunes/CMPA)

A prefeitura voltou atrás na tentativa de retirar os food e beer trucks da Orla do Guaíba. Após protesto dos empreendedores em frente ao Legislativo Municipal nesta quarta-feira, 17, o secretário-adjunto de Desenvolvimento, Vicente Perrone, foi chamado pelos vereadores ao plenário Ana Terra e garantiu a continuidade do licenciamento dos eventos aos finais de semana com os food e beer trucks. A volta à prática dos últimos anos já vale para este final de semana. Perrone disse que a prefeitura planejou transferir os food e beer trucks da Avenida Edvaldo Pereira Paiva, mais conhecida como Avenida Beira-Rio, para esvaziar a Orla e, assim, enfrentar a atividade irregular de 240 ambulantes cadastrados pela GAM3, empresa que ganhou a concessão do trecho 1 da orla e do Parque Harmonia. O problema é que a alternativa mais próxima seria um local ao lado da Usina do Gasômetro, com um custo de R$ 750 por final de semana para cada food e beer truck. “Foi um equívoco e vamos retomar a autorização pelo Escritório de Eventos como era feito antes”, garantiu Perrone. A concessão permite a GAM3 a exploração comercial do Parque Moacir Scliar e do Parque Harmonia, mas não da Avenida Beira-Rio, que segue sendo gerida pela Prefeitura por meio do Escritório de Eventos. “Queremos a liberdade econômica prometida pelo prefeito Melo. Estamos defendendo nosso direito de trabalhar, disse Bolívar Neto, representante da categoria. Ele pediu uma melhor comunicação do Escritório de Eventos. “Faltou diálogo. Tiraram nossa licença para operar e não nos explicaram nada”, reclamou.

Vereadores receberam mais de 30 empreendedores no Plenário Ana Terra depois de um protesto pacífico em frente ao Legislativo Municipal. Foto: OAJ

Mais de 30 empreendedores presentes na reunião reclamaram que a sujeira e o lixo gerados aos finais de semana na orla têm recaído injustamente sobre os food e beer trucks. “Nós limpamos antes e depois a avenida Beira-Rio. O problema é que acabou a fiscalização da orla. Por isso virou bagunça! Antes a prefeitura estava presente, verificando tudo, agora não está mais presente”, afirmou Sandra Feel, representando os beer trucks. “A prefeitura entendeu que a medida da gestão passada é a mais acertada, porque é aceita pelos empreendedores e pela comunidade, ajudando na ocupação ordeira da orla”, comentou o vereador Ramiro Rosário, que tem uma lei tramitando na Câmara que regula a atividade dos food e beer trucks. “O poder público precisa sim reforçar a fiscalização sobre quem age de forma irregular, mas sem alterar o que estava dando certo, a utilização do espaço público para os eventos organizados pelas associações de food e beer trucks”, concluiu.

Texto: Orestes de Andrade Jr. (reg. prof. 10.241)




6 visualizações0 comentário