Revitalização do Quadrilátero Central terá obras em três turnos

Em reunião marcada pelo vereador Ramiro Rosário com entidades comerciais e empresariais na Câmara, secretário André Flores confirmou que autorização para obras diurnas está confirmada e será oficializada nos próximos dias.


Reunião na Câmara reuniu representantes de entidades comerciais e empresariais, prefeitura e consórcio responsável pelas obras de revitalização do Quadrilátero Central. Foto: Fábio Born / Divulgação

As obras de revitalização do Quadrilátero Central serão realizadas também durante o dia. A informação foi revelada pelo secretário municipal de Obras e Infraestrutura, André Flores, em reunião com entidades comerciais e empresariais marcada pelo vereador Ramiro Rosário (PSDB), na manhã desta quinta-feira, 12, na Câmara Municipal de Porto Alegre. “Faltam só alguns detalhes jurídicos, mas está tudo encaminhado para termos a autorização oficial nos próximos dias para obras diurnas no Quadrilátero Central”, informou Flores. Ramiro saudou a iniciativa e disse que este é um pedido dos comerciantes do local para que a obra possa ser feita o mais rápido possível. “Quanto mais tempo estiver disponível para os traballhos, mais rapidamente o cronograma será cumprido antecipando a conclusão das melhorias históricas na área central da Capital, onde cirulam cerca de 400 mil pessoas todos os dias”, disse o vereador. O representante do consórcio RGS/Elmo/AGR responsável pelas obras, Rafael Sacchi, salientou que as empresas estão preparadas para trabalhar dia e noite na revitalização do Quadrilátero Central. “A obra é tão complexa que poderemos ter surpresas ao longo do trabalho. Ter a possibilidade de operar em três turnos auxilia no cumprimento do cronograma e, se não houver imprevistos, na antecipação da entrega das melhorias”, observou Sacchi. Segundo ele, assim que a autorização formal ocorrer, o consórcio vai ocupar os três turnos possíveis. “O maior desafio é a captação de mão-de-obra tão carente nos dias de hoje”, comentou. O investimento previsto na obra é de R$ 16 milhões, com prazo de 18 meses para a conclusão dos trabalhos. Os recursos são de um financiamento do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Paralelamente, o DMAE e a Ipsul farão melhorias pluviais e na iluminação púbica, respectivamente. Na reunião, também foi combinada uma ação integrada de comunicação entre Prefeitura, Câmara e entidades, com o objetivo de esclarecer o comércio e os cidadãos sobre cada fase da obra. A informação unificada partirá da Prefeitura, que terá o apoio na divulgação das entidades presentes e igualmente pelo Legislativo Municipal. Estiveram presentes representantes do Sindicato dos Lojistas do Comércio de Porto Alegre (Sindilojas-POA), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região (Sindha), Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), Associação Gaúcha do Varejo (AGV), Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Rio Grande do Sul (Sindigêneros-RS) e Sindicato da Indústria da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral (Sicepot-RS). INÍCIO DAS OBRAS Na última segunda-feira, 9, começou a primeira etapa das obras, a instalação do canteiro de obras na região. Em razão dos trabalhos, estão bloqueados os estacionamentos da Avenida Borges de Medeiros, entre a Rua dos Andradas (Esquina Democrática) e a Rua José Montaury. Não há, por enquanto, desvios de trânsito. Após a finalização do canteiro de obras, previsto para 8 de junho, os trabalhos serão feitos na Rua Otávio Rocha, depois do Dia dos Namorados. Logo em seguida, começam as ações nas ruas Voluntários da Pátria (final de junho), dos Andradas e General Vitorino, ambas em setembro. A previsão é de que essa etapa seja concluída em três meses, até novembro. O Quadrilátero Central é um perímetro composto por trechos de nove ruas, identificados como os pontos de maior circulação de pessoas de Porto Alegre em virtude da intensa atividade nos ramos do comércio e de serviços. As obras irão renovar aquela que é uma das primeiras áreas de ocupação da cidade, valorizando o patrimônio cultural existente. O projeto privilegia a circulação de pedestres, ampliando as calçadas, qualificando as travessias, reduzindo barreiras de acessibilidade e melhorando a pavimentação em geral. Haverá, também, a implantação de novo mobiliário urbano, melhorias na iluminação pública e a ampliação do sistema de videomonitoramento.

BAIXE AQUI AS APRESENTAÇÕES DA REUNIÃO:

Apresentação Quadrilátero Prefeitura
.pdf
Download PDF • 7.38MB

APRESENTAÇÃO_RGS_Engenharia
.pdf
Download PDF • 4.99MB

VEJA AS RUAS DO QUADRILÁTERO CENTRAL Revitalização: • Rua dos Andradas (entre a rua General Câmara e a rua Marechal Floriano Peixoto): reforma completa do calçadão de pedestres • Rua dos Andradas (entre a rua Marechal Floriano Peixoto e a rua Dr. Flores): recuperação do pavimento histórico da via e reforma completa dos passeios • Rua Uruguai (entre a rua dos Andradas e a rua Sete de Setembro): reforma completa do calçadão de pedestres Urbanização: • Rua Voluntários da Pátria (entre a rua Marechal Floriano Peixoto e a rua Dr. Flores): recuperação do pavimento do corredor de ônibus e reforma completa dos passeios • Rua Otávio Rocha (entre a rua Marechal Floriano Peixoto e a rua Dr. Flores): recuperação do pavimento da via, reforma completa dos passeios e qualificação do canteiro central • Rua General Vitorino (entre a rua Marechal Floriano Peixoto e a rua Dr. Flores): substituição do pavimento da via e reforma completa dos passeios • Rua Doutor Flores (entre a rua General Vitorino e a rua Voluntários da Pátria.): substituição do pavimento da via e reforma completa dos passeios • Rua Vigário José Inácio (entre a rua General Vitorino e a rua Voluntários da Pátria): substituição do pavimento da via, reforma completa dos passeios e do calçadão de pedestres • Rua Marechal Floriano Peixoto (entre a rua General Vitorino e a rua Otávio Rocha): substituição do pavimento da via e reforma completa dos passeios • Avenida Borges de Medeiros (entre a avenida Salgado Filho e a rua Sete de Setembro): substituição do pavimento da via, reforma completa dos passeios, qualificação do canteiro central e da Esquina Democrática



Texto: Orestes de Andrade Jr. (reg. prof. 10.241)

19 visualizações0 comentário