Ramiro é o vereador mais econômico de Porto Alegre

Atualizado: 3 de fev.

Levantamento do Correio do Povo mostra que a Câmara gastou quase R$ 1 milhão em cota parlamentar em 2021

RAMIRO ECONOMIZOU R$ 222 MIL EM 2021: “O Zero Pila virou um símbolo de austeridade, de respeito ao dinheiro dos pagadores de impostos”, observa o vereador (Foto: Ederson Nunes/CMPA)

O vereador Ramiro Rosário (PSDB) é o mais econômico da Câmara Municipal, conforme levantamento do jornal Correio do Povo e do portal G1, em matérias publicadas neste sábado, 8 de janeiro. Segundo dados do Portal Transparência utilizados pelos dois veículos de comunicação, os vereadores da Capital gastaram R$ 936 mil em 2021 na cota parlamentar. Em relação ao ano anterior, ocorreu um aumento em torno de 9%. Vale lembrar que 2020 foi um ano com restrições das atividades parlamentares devido à pandemia do coronavírus. Ramiro teve despesa zero, não gastou nenhum centavo. “Ter responsabilidade com o dinheiro público é uma obrigação. Economizar cada centavo possível é um dos nossos principais valores. Entendo que o salário de vereador é suficiente para arcar com os gastos do mandato”, afirma Ramiro. Ao todo, o vereador economizou R$ 222 mil em 2021, mais de 20% do gasto geral dos vereadores no ano. Seu compromisso em economizar recursos públicos gerou um apelido na internet: “Ramiro Zero Pila”. “O Zero Pila virou um símbolo de austeridade, de respeito ao dinheiro dos pagadores de impostos”, observa. Na cota parlamentar mensal, que em outubro passou de R$ 17,5 mil para R$ 21,5 mil por mês para cada vereador, podem ser descontadas despesas com indenização de Veículos; serviços postais dos Correios; assinatura de periódicos; diárias e passagens; telefonia móvel; cópias colorida e em preto e branco; aquisição de software; material de expediente; telefonia fixa; entre outros gastos. Ao lado de Ramiro, o vereador Kaká D'Ávila também não usou nada da cota parlamentar no ano passado. Entre todos os vereadores, Jonas Reis (PT) foi o que mais gastou: R$ 87 mil em 2021. BREVE BALANÇO DO ANO Mesmo sem gastar nenhum recurso da cota parlamentar, Ramiro produziu bons projetos para Porto Alegre em 2021. O Pacote Contra a Corrupção, aprovado no final de 2020, virou lei em 6 de maio deste ano. O vereador também teve outros dois projetos de lei aprovado: o programa batizado como Quitação Legal, que prevê a possibilidade de devedores quitarem seus débitos com a prefeitura através de obras e serviços e obras públicas em Porto Alegre; e o nome de Jaime Lerner ao trecho 3 da Orla do Guaíba, fazendo uma justa homenagem póstuma ao responsável pelo projeto de revitalização deste espaço nobre da cidade. Ramiro ainda destinou R$ 194,2 mil para qualificar o combate à corrupção em Porto Alegre. O recurso de duas emendas parlamentares enviado à Controladoria-Geral do Município (CGM) de Porto Alegre foi utilizado para compra de computadores e outros equipamentos de informática. Nos projetos em coautoria, destaque para o projeto que autoriza o aproveitamento comercial de viadutos por seus adotantes. Ramiro também sugeriu 7 medidas de auxílio aos empreendedores afetados pela pandemia do coronavírus: seis delas foram adotadas parcial ou integralmente, em especial a diminuição do ISS de 5% para 2% ao setor de eventos. Seu projeto Moinhos Seguro foi implantado por decreto municipal pelo Executivo. Ramiro ainda auxiliou os cidadãos fazendo 287 Pedidos de Providência (solicitando ações do dia a dia) à Prefeitura e 72 Pedidos de Informação, fiscalizando as ações do poder público.

Texto: Orestes de Andrade Jr. (reg. prof. 10.241)

3 visualizações0 comentário