Ecoponto Móvel coleta quase 600 quilos de material descartado


O Ecoponto Móvel instalado pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) no último sábado, 26, no bairro Belém Novo, recolheu 590 quilos de resíduos. A estrutura é montada e desmontada no mesmo dia e recebe diversos tipos de materiais que não são recolhidos pelas coletas regulares – domiciliar e seletiva.

A maior quantidade de resíduo descartado foi no contêiner de diversos, que coletou 350 quilos de materiais como madeira, móveis velhos e colchões. Já no contêiner de recicláveis, foram arrecadados 90 quilos de sucatas metálicas, ferros e eletrodomésticos. “Esta é uma alternativa que estamos testando para aumentar a abrangência dos serviços prestados na região Extremo Sul, visto que não temos estrutura física de Ecoponto nesta área. A experiência no bairro Belém Novo foi um sucesso. Em duas edições, coletamos 7,57 toneladas de resíduos”, alerta o diretor-geral do DMLU, Renê Machado de Souza. Na primeira edição do projeto, realizada em 12 de outubro, foram coletadas 6,98 toneladas de material no bairro Belém Novo.

O Ecoponto Móvel é um novo serviço que está sendo prestado ainda como teste e tem o objetivo de atender inicialmente a região Extremo Sul, carente do serviço feito pelas nove Unidades de Destino Certo (UDCs), também conhecidas como Ecopontos. No Ecoponto Móvel, são disponibilizados quatro contêineres que recebem resíduos normalmente aceitos nas UDCs. Os materiais têm a destinação adequada para reaproveitamento, reciclagem e redução dos resíduos encaminhados ao aterro sanitário.

Dois servidores orientam a atividade, que conta com quatro contêineres para que, ao proceder o descarte, a população já efetue a respectiva separação ambientalmente correta do material. Ao final da ação, os contêineres são imediatamente removidos com apoio de um caminhão poliguindaste e outro roll on roll off, permitindo que o espaço utilizado retorne ao seu uso pela comunidade.