Buscar
  • Ramiro Rosário

Ação na Arena arrecadou mais de uma tonelada de resíduos


Foto: Guilherme Sampaio/Divulgação PMPA

A Ação de responsabilidade socioambiental intitulada “Jogo Limpo – Bairro Limpo” foi realizada no entorno da Arena do Grêmio, nessa quarta-feira, 1º, durante o jogo da semifinal da Libertadores da América, entre Grêmio e Barcelona de Guayaquil, e resultou na arrecadação de mais de uma tonelada de resíduos sólidos. Aproximadamente 60 tonéis lixeiras foram instalados nos bares do entorno da Arena, e mais 20 banheiros químicos estavam à disposição dos torcedores. O destaque ficou para os agentes ambientais voluntários, que estiveram andando pelo bairro Humaitá-Navegantes, ao longo da partida, conscientizando as pessoas e organizando os resíduos descartados.

O projeto surgiu com base na região compreendida no entorno da Arena do Grêmio, que apresenta problemas crônicos de acúmulos de lixo, resíduos sólidos, alagamentos e falta de mobilidade urbana. A atividade tem como objetivo minimizar os problemas agravados em dias de jogos e grandes atrações e promover melhorias permanentes na região Farrapos-Humaitá-Navegantes, por meio de campanhas de conscientização da sociedade sobre a gestão correta de resíduos sólidos pós-consumo.

A iniciativa foi idealizada pela prefeitura, em conjunto com o Grêmio, por meio do Departamento de Responsabilidade Social (DRS), Arena, Associação das Empresas dos Bairros Humaitá e Navegantes e Centro Universitário Metodista IPA (Programa Intervenções Urbanas), em parceria com Comércio Integrado de Resíduos Recicláveis e associações de moradores, Departamento de Gestão de Riscos de Desastres do Banco Mundial e lideranças do 4º Distrito da Capital.

Um dos grandes objetivos do projeto é estimular a formação de multiplicadores ambientais, incentivar a adoção de práticas responsáveis de gestão de resíduos sólidos no entorno da Arena, em dias de grandes jogos, e aumentar o volume dos resíduos recicláveis destinados às Unidades de Triagem, bem como garantir uma maior renda aos catadores.

Descarte correto - Um dos diretores do Departamento de Responsabilidade Social do Grêmio, Rodrigo Kandrik, esteve presente na solenidade de inauguração do projeto e enalteceu a iniciativa. “O presidente Romildo nos pediu para traçar uma ação socioambiental para o bairro, com base em várias reclamações que tínhamos. Pensamos em um projeto e começamos a chamar os parceiros e atores envolvidos para criar uma grande rede colaborativa. O primeiro ator que chamamos foi a Prefeitura de Porto Alegre. Sabemos que nada teria acontecido sem a ajuda do Executivo Municipal ao nosso lado. O Grêmio e a Arena disponibilizaram Bags, que são tonéis lixeiras para colocar no bairro, e mais 20 banheiros químicos, em parceria com a Sani Ban. Esse é um projeto piloto e nossa ideia é seguir com a ação para todos os jogos do Grêmio, com grande público”, garantiu Rodrigo.

Conforme o secretário adjunto de Relações Institucionais, Carlos Siegle, o objetivo é melhorar a qualidade de vida no bairro e estimular a renda dos catadores. “O projeto é uma ação importante e continuada que tem a decisiva participação do Grêmio, através do Departamento de Responsabilidade Social do Clube (DRS), Arena e da Associação dos Empresários do Humaitá - Navegantes”, disse Siegle.

Educação Ambiental - Já o secretário de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário, reiterou que, nas reuniões com a comunidade, muito se falava dos dias de jogos na Arena e o quanto impactava na questão de limpeza da comunidade. “A ação da comunidade começou nesse evento, protagonizada pelo grande time do programa “Todos Somos Porto Alegre”, do setor de Educação Ambiental e pela assessoria comunitária do DMLU, mas principalmente pela comunidade que atua voluntariamente, pela associação de comerciantes e pelo Grêmio, sempre presente em ações de sustentabilidade”, comentou Ramiro.

A coordenadora de Gestão em Educação Ambiental do DMLU, Patrícia Antunes Russo, declarou que o Departamento auxilia na capacitação dos agentes ambientais, trazendo a legislação dos resíduos sólidos para todos os parceiros envolvidos, com participação de várias secretarias, propondo e buscando sempre o alinhamento das questões ambientais para levar à comunidade.

Resíduos sólidos - O projeto prevê a contratação de recicladores para realização da separação e organização dos resíduos recicláveis, bem como a sensibilização a respeito da correta segregação e descarte dos resíduos. O DMLU continuará responsável pela limpeza no entorno no pós-jogo e por levar o resíduo reciclável separado e organizado pelos recicladores contratados para as Unidades de Triagem e o rejeito para o transbordo.

Arena - De acordo com o diretor de Operações da Arena, Paulo Rossi, o projeto é integrado. “É um projeto onde toda a rede ganha. A Arena, que consegue proporcionar uma experiência melhor para os torcedores, os próprios torcedores, que vão encontrar as áreas mais limpas, antes e após as partidas, e, em primeiro lugar, a própria comunidade local, que vai transformar essa ação numa forma de produzir mais receita”, destacou Paulo.

Para uma das mentoras do projeto, a coordenadora do Programa Todos Somos Porto Alegre, Denise Souza Costa, todos os setores envolvidos agregaram na construção de uma rede multidisciplinar. “Estamos fazendo, primeiramente, um projeto exploratório. O projeto de responsabilidade socioambiental inclui também a revitalização urbana, os resultados da pesquisa do Banco Mundial e as intervenções nos bairros”, garantiu Denise, acrescentando que a prefeitura está inserida em todos os objetivos do desenvolvimento sustentável da Global Company.

Catadores - A catadora Núbia Luísa dos Santos agradeceu a parceria na realização do projeto. “Vamos desenvolver cada vez mais projetos em conjunto. Ficamos gratos. Nosso trabalho de formiguinha é construído, há muito tempo, com muito esforço. Passamos uma tarde trabalhando nas unidades de triagem e, depois de enfrentar muitas dificuldades, vamos para as ruas demonstrar o nosso trabalho e de nossos cooperados para ajudar a cidade e as nossas famílias”, ponderou.

O presidente da Associação das Empresas dos Bairros Humaitá – Navegantes, Luis Carlos Camargo, ressaltou a importância dessa união de esforços. “Todos os nossos parceiros estão ajudando para que o nosso bairro fique em melhores condições para todos. Agradeço a todos os voluntários que têm participado para que as iniciativas sejam realizadas”, observou.

ReciclaPoa - A Estação ReciclaPoa esteve no local realizando campanha de conscientização ambiental e descarte correto dos resíduos. Trata-se de uma pequena unidade de triagem itinerante que traz esclarecimentos sobre a correta separação de resíduos e identifica o trabalho dos recicladores.

Rede Colaborativa - Os orgãos municipais envolvidos nesse projeto são as secretarias do Meio Ambiente e da Sustentabilidade, Serviços Urbanos, Relações Institucionais e Articulação Política, Desenvolvimento Social e Esporte, Educação, Fundação de Assistência Social e Cidadania, Escritório de Eventos - Desenvolvimento Econômico, Diretoria da Juventude, Centro de Relações Institucionais e Participativas (Crip) Humaitá-Navegantes, Departamento Municipal de Limpeza Urbana e Empresa Pública de Transporte e Circulação.

Foto: Guilherme Sampaio/Divulgação PMPA

Fonte: Site da Prefeitura de Porto Alegre

Texto de: Mariana Kruse Edição de: Andrea Brasil

#Arena #Humaitá #DMLU #Navegantes #Farrapos #SMSUrb #Grêmio

0 visualização
Logo-Ramiro.png

© 2017

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo