Buscar
  • Ramiro Rosário

Serviços Urbanos atua contra alagamentos no final de semana


A fim de amenizar os impactos do grande volume de chuva registrado neste final de semana em Porto Alegre, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) adotou desde o dia 08 de setembro uma série de medidas e trabalhou nos dias 15, 16 e 17, para conter os alagamentos.

“Foram realizados serviços de prevenção desde que a prefeitura emitiu o alerta para fortes chuvas, principalmente, na desobstrução de redes pluviais em pontos históricos de alagamentos na cidade. Ao longo do final de semana, as equipes também realizaram uma série de intervenções emergenciais, na tentativa de amenizar o impacto da chuva”, afirma o secretário Ramiro Rosário.

Os esforços da equipes da secretaria foram concentrados na limpeza de bocas de lobo e desobstrução de redes pluviais, valas e dutos nas áreas onde foram registrados maiores índices de alagamentos na série histórica de Porto Alegre, identificados pela Defesa Civil e que oferecem ameaças às pessoas. Locais que apresentam acúmulo de água em diversos níveis de volume de chuva, apresentado em relatório elaborado pelo Centro Integrado de Comando da Cidade (CEIC) e Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) também receberam reforço. Os bairros com maior número de intervenções foram Humaitá, Vila Farrapos, Anchieta, Sarandi e outros.

No sábado, durante a chuva, desobstruções ocorreram em vias como avenida Sertório, Ernesto Neugebauer, no Humaitá, Vila Farrrapos e Rua Teutônia, no bairro Camaquã. Junto da Defesa Civil, houve o monitoramento da Rua da Represa, na zona leste, onde passa o Arroio Moinho. As ações contaram com o apoio dos departamentos coordenados pela SMSUrb, como a Divisão de Manutenção de Águas Pluviais, o Departamento Municipal de Água e Esgotos (DMAE), o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), Setor de Podas, além da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim), por meio da EPTC, e a Secretaria Municipal de Segurança (SMSeg), pelo CEIC e Defesa Civil.

Árvores: no sábado e domingo, o Setor de Podas realizou o atendimento de 12 ocorrências de árvores ou galhos de pequeno e grande porte que caíram e obstruíram vias. Entre elas, um galho quebrado foi removido na Rua José de Alencar, no bairro Menino Deus, e foi retirada outra árvore que bloqueou a Rua Doutor Júlio Bocaccio, no bairro Santo Antônio.

Casas de Bombas: Nos dias 16 e 17, das 20 Casas de Bombas, quatro apresentaram problemas elétricos e receberam manutenção imediata das equipes (CBs 3 e 4 – Voluntários da Pátria - e CB Silvio Brum – Av. Sertório). Todas as outras Casas funcionaram normalmente dentro de suas capacidades estruturais. As Casas de Bombas são sistemas de bombeamento que fazem parte da proteção contra inundações dos rios Gravataí e Guaíba.

Parcerias: na Casa de Bombas nº 5 (BR 101-junto à Vila Farrapos), duas das quatro bombas foram consertadas por meio de doação de serviços da Associação das Empresas dos Bairros Humaitá-Navegantes (AEHN), que também substituiu grades dos poços de captação e realizou outros reparos, dobrando a capacidade de drenagem da estrutura. Já a CB6, na BR 116 (Free-way), recebeu doação da Associação Comunitária dos Moradores do bairro Anchieta, com o conserto de peça de uma das bombas e outras intervenções.

Macrodrenagem: no dia 25 de agosto, em ato realizado em Porto Alegre, com presença do Ministro das Cidades, Bruno Araújo, e de outras autoridades, foi assinada a autorização para início de projetos e execução de obras na Bacia do Arroio Areia, com investimentos na Casa de Bombas Silvio Brum, localizada na Avenida Sertório. O investimento será de R$ 98,5 milhões e beneficiará 178 mil habitantes em 14 bairros.

Volume de chuva: o volume acumulado de chuva registrado do dia 14 e até o meio dia do dia 17 superou a média histórica de setembro, de 139 milímetros em alguns bairros. Conforme o Sistema Metroclima, o acumulado no bairro Tristeza foi de 167,4mm; no Centro Histórico, 164,2mm; no Sarandi, 143,2mm; e na Lomba do Pinheiro, 113,3 mm. Já o nível do Guaíba chegou a 1,16 metros, mas a cota para o alerta de cheia é de 2,10 metros na Ilha da Pintada. A EPTC registrou 42 vias com acúmulos de água.

Fonte: Site da Prefeitura de Porto Alegre

#Alagamentos #ServiçosUrbanos #SMSUrb #RamiroRosário

0 visualização
Logo-Ramiro.png

© 2017

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo